Mitos e verdades sobre Diabetes tipo 1

Tudo que você precisa saber para cuidar bem da sua saúde!

Procurar informações sobre diabetes na internet é, muitas vezes, sinônimo de confusão. Isso acontece porque é difícil saber o que é verdade ou não. Por isso, nós vamos desvendar os mitos e verdades sobre a diabetes – neste post, vamos falar especificamente sobre o tipo 1. Vamos esclarecer as principais dúvidas já!

Das pessoas diabéticas, cerca de 10% possuem o tipo 1. Para quem é portador, é necessário tomar doses diárias de insulina, aplicadas por meio de injeções para manter a glicose no sangue normalizada. E apesar de aparecer em todas as idades, é mais comum que ocorra entre crianças, jovens, e jovens adultos.

Mas, afinal, o que é diabetes tipo 1?

É quando o pâncreas deixa de produzir insulina. Isso acontece por causa de um “defeito” do sistema imunológico, pois as células sofrem o que chamamos de destruição autoimune. Os portadores do diabetes tipo 1 precisam aplicar insulina diariamente, seja por seringas, canetinhas ou o sistema de infusão (bomba de insulina).

E quais são os sintomas?

Para descobrir se você está com diabetes tipo 1, fique atento ao funcionamento do seu corpo. Fome frequente, vontade constante de ir ao banheiro, muita sede, perda de peso, fraqueza, fadiga, nervosismo, visão embaçada, mudanças constantes de humor, vômito e náuseas são alguns dos sintomas da doença.

Vale lembrar que estes sintomas não aparecem de forma gradativa. Ou seja, vem rapidamente. Além disso, os mais notáveis de início são a vontade de urinar, a sede e o emagrecimento.

Mitos ou verdades

Insulina pode fazer mal?

Se você aplicar de forma errada, SIM! Para controlar esse tipo de diabetes, é necessário que a insulina seja injetada corretamente todos os dias, sempre de acordo com a orientação individualizada determinada por seu médico. Doses erradas podem gerar hipoglicemia severa e hiperglicemia, que, a longo prazo, traz problemas mais sérios à saúde. Então, fique atento!

Tem cura?

É mito, não tem cura. O diabetes tipo 1 aparece normalmente na infância e adolescência, decorrente da herança genética ou de fatores como como infecções virais, e não tem cura. Mas, vale salientar que, com um tratamento correto e adequado, é possível manter uma vida saudável em todos os sentidos. Afinal, corpo e mente necessitam estar bem!

Não pode comer doce?

Mito! Comer carboidratos é permitido. Porém, deve-se evitar os açúcares simples presentes em massas, pães, bolos e bolachas, por exemplo. Isso porque essas comidas possuem índice glicêmico alto e isso pode aumentar rapidamente as taxas de glicose no sangue. Ainda assim, caso seja impossível evitar, contando corretamente os carboidratos e aplicando a dose correta de insulina, é possível “sair da dieta” de vez em quando.

Opte por comer castanhas, nozes, grãos integrais e doces sem açúcar refinado. Não é restringir todos os doces, mas sim moderar e escolher mais criteriosamente. As quantidades ingeridas também devem ser menores para que você possa apreciar sem ter problemas depois!

É uma condição física?

Verdade. Porém, tratar apenas como condição física pode fazer com que o tratamento não seja tão bem sucedido. Manter uma vida equilibrada, tratar o diabetes tipo 1 como uma condição física, crônica, emocional, psicológica e social também é importante.

Cuidar do conjunto como um todo fará com você tenha uma vida mais leve. Use o conceito de saúde “integral” na sua vida, para que haja um equilíbrio e o diabetes seja tratado da maneira correta sempre.

Fontes:

https://divabetica.com.br/2018/01/19/porque-voce-nao-esta-conseguindo-gerenciar-seu-diabetes/
https://www.somaisumadm1.com.br/diabetes
http://www.diabetes.org.br/publico/diabetes/tipos-de-diabetes
http://www.minhavida.com.br/saude/temas/diabetes-tipo-1

SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES