Diabéticos devem prestar muita atenção em sua visão!

A retinopatia diabética é uma das principais causadoras de perda de visão em diabéticos. Muitos pacientes não dão a devida atenção a pequenos sintomas visuais, e isso pode ser muito perigoso!

Como você cuida de sua visão?

Não estou falando daquelas consultas para checar o grau do óculos, nem se você precisa usá-los. Aqui, a JPEG image-763490FB63E8-1preocupação são os danos que o mau controle do diabetes – seja ele de que tipo for – pode causar à nossa retina: a Retinopatia Diabética.

Por esta razão , é imprescindível que todos os portadores de Diabetes visitem regularmente um médico oftalmologista, e faça periodicamente o exame de fundo de olho para checar as condições de sua retina. Nesta consulta, seu médico poderá solicitar exames complementares para verificar possíveis sangramentos, lesões, extravasamento de liquido, condição da mácula.

Mas enfim, o que é Retinopatia Diabética?

 Com o excesso prolongado de açúcar no sangue, os vasos sanguíneos da retina se deterioram se tornando mais permeáveis, possibilitando o extravasamento de sangue e fluido: o chamado edema. Como consequência, o portador da retinopatia diabética pode, inicialmente, perceber um embaçamento da visão e a condição pode progredir para a perda parcial ou mesmo total da visão. Cerca de 40% dos pacientes podem ter retinopatia ( inclusive crianças e adolescentes) e ela é sim uma das principais causas de perda de visão.

 Existem dois tipos de Retinopatia: A proliferativa ( que por acaso é a que eu tenho), e a não proliferativa.

Ilustração de um olho com Retinopatia

Ilustração de um olho com Retinopatia

Não – Proliferativa: é um estágio inicial da doença, na qual há extravasamento de sangue ou fluido a partir de pequenos vasos sangüíneos da retina, causando acúmulo de líquido (edema) e levando à formação de depósitos (exsudatos) na retina. Se a mácula não estiver afetada, este estágio da retinopatia diabética pode não causar baixa da visão.

A mácula é uma pequena área no centro da retina responsável pela visão de detalhes. O edema macular é o espessamento ou inchaço da retina, provocado pelo vazamento de fluido a partir dos vasos sangüíneos da retina, sendo causa freqüente de perda visual por diabetes.

Proliferativa: ocorre quando vasos anormais, chamados neovasos, crescem na superfície da retina ou do nervo óptico. A principal causa da formação de neovasos é a oclusão dos vasos sangüíneos da retina, chamada isquemia,  com impedimento do fluxo sanguíneo adequado. Freqüentemente os neovasos são acompanhados de tecido cicatricial, cuja contração pode levar ao descolamento da retina.

Como se diagnostica a Retinopatia?

 Um exame de vista feito pelo oftalmologista é a única maneira de descobrir as alterações provocadas pelo diabetes. Para examinar adequadamente o fundo de olho é necessário dilatar a pupila.

Exames como a Angiofluorescenciografia e são utilizados na avaliação da retina na retinopatia diabética.

Ela pode ser tratada?

 O controle rigoroso do diabetes pode reduzir muito o risco de perda de visão por retinopatia. Pressão arterial descontrolada e a nefropatia ( rins) também precisam estar sob controle. O tratamento para o paciente que já possui lesões vai depender de caso a caso, estágio da retinopatia. Os tratamentos mais utilizados são:

  • Laser ( o mais usado)
  • Anti-angiogênicos e corticoides
  • Vitrectomia

 

 No próximo post, falarei mais sobre a retinopatia proliferativa, os exames, e o tratamento. Fiquem atentos e mandem suas dúvidas! Você poderá acompanhar também como foi meu diagnóstico e o tratamento, há quase 20 anos atrás.

 

Fontes de consulta:

Portal Novartis
IP Visão

 

 

 

 

 


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES