Por um fim de ano com exageros só na alegria!

Fim de ano sem exageros Clube do Diabetes
Celebre as festas ao lado da sua família, mas sem dor de cabeça!

Você lida com o diabetes todos os dias, mas também é humano, não é? Todos temos nossos momentos de fraqueza, principalmente durante as festas de fim de ano. Mas, é importante sempre lembrar da nossa saúde e respeitar os limites.

Essa época de celebração significa o final de um ciclo, o que pode trazer a renovação de ares, a esperança de alcançar novos (ou, não tão novos) objetivos… e ao mesmo tempo, aquele banquete todo dá um medo só de pensar!

Às vezes, precisamos de um empurrãozinho para nos mantermos fortes, e este texto é para isso. Trouxemos algumas dicas para você não deixar de apreciar a festa de fim de ano sem imprevistos!

 

A ceia

Aqui, o conselho é o mesmo do resto do ano: moderação e planejamento na hora de montar seu prato são indispensáveis. Afinal, a atenção com a balança começa com boas escolhas no prato. Na hora da ceia, foque na regrinha de apenas um prato.

Monte sua refeição com os itens que você deseja e evite repetir. Além disso, evite os carboidratos brancos e os substitua por opções integrais, afastando as chances de que seus níveis de glicose saiam do controle. Escolha versões lights dos pratos tradicionais.

 

Sobremesas

Ah, os doces… o pesadelo de todo diabético! O que fazer quando você tem a disfunção de insulina no organismo, mas nunca deixou de ser uma formiga? O que você acha de uma sobremesa que você pode comer sem tanta preocupação?

Encontramos uma receita para quebrar um pouco aquela mesmice de todos os anos, mas ainda com um toque natalino: o cheesecake diet com calda de damasco. Sofisticado, superfácil de fazer e ainda sem açúcar! Dá uma olhada na receita:

Ingredientes
  • 155 g de bolacha de baunilha sem açúcar;
  • 80 g de manteiga sem sal;
  • 200 g de amido de milho;
  • 3 colheres das de sopa de adoçante culinário;
  • 1 pote de cream cheese;
  • 4 ovos;
  • 1 gema de ovo;
  • Extrato de baunilha a gosto;
  • Raspas de limão;
  • 1 caixa de creme de leite fresco;
  • 2 sacos de geleia diet de damasco;
  • 1 copo de água.
Modo de fazer

Coloque as bolachas para triturar no liquidificador. Coloque tudo em um bowl e acrescente a manteiga até que forme uma massa e você consiga moldá-la no fundo de uma fôrma de fundo falso.

Pré-aqueça o forno a 180°C. Adicione o amido de milho, adoçante e o cream cheese em uma batedeira. Coloque os ovos, a gema, o extrato de baunilha, as raspas de limão e o creme de leite.

Coloque a mistura sobre a massa e asse em banho-maria a 160°C por 50 minutos. Depois leve à geladeira por cerca de 5h. Para fazer a calda, misture a geleia com os 150 ml de água em uma panela e leve ao fogo. Deixe esfriar e coloque sobre a torta.

 

Álcool

Aquela bebedeira toda de Réveillon parece inevitável, mas estamos aqui para te dizer que não é bem assim. Muito da socialização que envolve o consumo do álcool é aquele hábito de estar com um copo na mão.

Experimente apreciar algo não alcoólico. Já tentou água com gás, com gelo e limão? A sugestão pode parecer simples demais… Mas, o gás dá uma sensação de frescor, além de fazer um copo bonito, parecendo que você está tomando uma gin tônica!

 

E para brindar?

A Sociedade Americana de Diabetes recomenda o consumo de, no máximo, um drink por dia para mulheres e dois drinks por dia para homens. Mas, claro, tudo de forma responsável. Então, talvez seja inteligente deixar esse drink para o momento do brinde de fim de ano!

As orientações para o consumo do álcool são:

1) Não faça o consumo de álcool se estiver com o estômago vazio e também se suas taxas de glicose no sangue estiverem baixas;

2) Beba devagar e não ultrapasse a quantidade máxima por dia para evitar a hipoglicemia e até uma intoxicação;

3) Beba água junto com o álcool para auxiliar no processo de hidratação;

4) Se for dirigir, não beba.

Independentemente dessas recomendações, uma consulta com seu médico pode te ajudar a esclarecer todas as suas dúvidas. Mas, mesmo liberado pelo seu médico, a responsabilidade e a moderação contam sempre em primeiro lugar, porque saúde é um bem muito preciso para ser desperdiçado, pense nisso!

Você não vive sozinho

É claro que ninguém tem a mesma responsabilidade de cuidar da sua saúde do que você. Mas sua família pode, sim, te ajudar a se manter na linha! Peça ajuda para as pessoas, caso você sinta a necessidade.
Lembre-se sempre de que, apesar da comilança de todos os anos, o fim de ano não é sobre isso — é sobre relacionamentos. Concentre-se nas conversas, nas amizades e neste momento tão especial.

E Feliz Ano Novo!


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES