Leite de camelo reduz inflamação celular associada ao diabetes tipo 2

Estudo comprovou que proteínas do líquido tem ação anti-inflamatória
Leite de camelo reduz infamação das células associada ao Diabetes

Um estudo divulgado recentemente pela revista Functional Foods in Health & Disease chegou à conclusão que incluir leite de camelo na dieta pode ajudar a reduzir a inflamação celular, condição que está diretamente associada ao diabetes tipo 2.

Esse líquido tão singular é composto por lipídios, proteínas, imunoglobulinas, vesículas,  vitaminas e minerais. Os cientistas, então decidiram estudar os lipídios encontrados no leite, para descobrir suas propriedades e ações.

Após o estudo, foi descoberto que os lipídios do leite de camelo são capazes de dificultar que os macrófagos (célula encontrada na gordura abdominal do corpo) se desenvolvam. Ou seja, um aspecto importante, já que o diabetes tipo 2 está diretamente ligado à obesidade.

Além disso, é uma bebida altamente nutritiva: contém teor elevado de vitamina C, cálcio, ferro, insulina e proteína. O leite de camelo também possui um menor teor de gordura comparado ao leite de vaca, um dos mais consumidos. 

Apesar das descobertas inovadoras, ainda não foram realizados testes em seres humanos. Porém, caso esses efeitos sejam comprovados, isso revelaria que o leite pode realmente ajudar a prevenir e, também, auxiliar no tratamento dessa inflamação associada ao diabetes. 

Um dos estudiosos responsáveis pelo projeto, Keith Morris, revela que ainda não é possível dizer se essa bebida realmente tem o poder de “curar” ou reduzir os efeitos do diabetes. O resultado do estudo apenas propõe que esse leite nutritivo pode ajudar na diminuição da inflamação celular.

Então, enquanto não são divulgadas novidades a respeito do estudo, fique com a leitura de outras novidades: 
Novas tecnologias chegam para ajudar no tratamento do diabetes.
Aplicativo de celular detecta nível de glicose.
Insumos Medtronic agora podem ser encontrados nas Drogarias Onofre.


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES