Falta de sono pode causar diabetes?

Falta de sono Clube do DiabetesSaiba por que a insônia recorrente pode ser um passo ao desenvolvimento do distúrbio 

Foi comprovado mais um fator para o desenvolvimento do diabetes tipo 2: a falta de sono. Pode acreditar. Noites mal dormidas não resultam só nos problemas conhecidos do dia seguinte. No longo prazo, podem contribuir para que as taxas de glicose no seu sangue subam!

Há três motivos principais que fazem com que isso aconteça. Vamos falar sobre cada um deles separadamente, mas já sabe, né? Eles se relacionam intimamente. Um leva ao outro, que leva ao próximo… formando aquele ciclo vicioso.

 

Alterações hormonais

Por mais que tenhamos resistência a essa ideia, precisamos aceitar o conceito do relógio biológico. Nosso corpo não vai se adaptar a padrões malucos de sono, não adianta.

Dormir pouco, ou até dormir mal, interfere na liberação de hormônios e no nosso sistema imunológico. Sem contar no desempenho de vários de nossos órgãos. Aquele famoso sono REM — a fase mais profunda, na qual sonhamos — promove o descanso físico e mental, além de ser responsável pela liberação dos hormônios relacionados ao controle da glicose no sangue.

Um dos hormônios que deixa de ser produzido com a insônia é a melatonina. Ele inicia o repouso noturno e ajuda a reparar os tecidos do corpo. Mas outra de suas funções é sensibilizar nossas células a ação da insulina.

Aí é fácil entender que, quando ficamos naquele dorme-e-acorda, isso não vai acontecer.

Com a repetição desse padrão, ao longo do tempo, nosso corpo entra em uma tendência: a resistência à insulina. Uma vez que isto se instala, para o desenvolvimento do diabetes é um passo.

 

Hábitos noturnos

Quem sofre de insônia constante, sabe: uma hora você desiste de dormir e vai fazer outra coisa. O ruim é que essa opção raramente é algo saudável que vá te ajudar a dormir. Normalmente a televisão entra em cena, atraindo mais sua atenção e te distanciando do sono.

E a mais famosa atitude das pessoas que não dormem: o ataque à geladeira. Somos todos seres humanos, então vamos falar sinceramente. Esse momento nunca leva a uma escolha saudável. Sim, se estamos há horas acordados, vamos sentir fome. Mas não precisamos comer uma besteira, necessariamente, certo? É, não é o que acaba acontecendo…

Esse padrão de alimentação gordurosa durante a madrugada só pode aumentar o peso e dificultar ainda mais o sono. Mais uma coisa favorável ao diabetes!

 

Stress e irritação

Poucas coisas são tão frustrantes quanto tentar dormir e não conseguir. Aí entra outro ciclo vicioso. Quanto menos dormimos, mais irritadiços nos tornamos. E esse estado mental afugenta o sono.

Existe uma explicação científica para isso tudo. Quando não dormimos, nosso organismo fica sob tensão. Isso aumenta a produção de cortisol, que é o hormônio do estresse. Este hormônio implica diretamente na absorção da glicose do sangue.

Por isso, tente desenvolver hábitos noturnos que te façam pegar no sono mais facilmente. Desligue a televisão, leia um livro. Faça uma série de yoga, medite… ou então, escreva. O que quer que dê certo para você. Não faça refeições pesadas antes de dormir, a digestão também vai dificultar seu sono!

Uma informação bem importante aqui: essas questões ajudam a ocorrência do diabetes quando ocorrem com frequência. Então, se você está pensando que não deveria ter virado a noite trabalhando aquele dia na semana passada, ou ido àquela festa, calma. Agora, se a insônia é algo que você enfrenta mais do que gostaria… pense em alternativas que te permita dormir melhor!


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES