Qual a relação entre hipertensão e diabetes?

Entenda como o diabetes causa a hipertensão arterial e o que fazer a respeito

hipertensão e diabetes clube do diabetes

É um fato conhecido que o diabetes e as doenças cardiovasculares têm uma relação íntima. A hipertensão é uma das consequências causadas pelo distúrbio hormonal. Agora, como a deficiência de insulina pode causar a hipertensão?

É muito mais fácil seguir o tratamento direitinho quando compreendemos como o organismo funciona. Por isso, vamos te explicar o que acontece e como agir para prevenir problemas maiores!

 

O caminho da hipertensão

Sabemos que o diabetes é causado pela falta ou deficiência no uso da insulina. Esse hormônio é responsável por absorver a glicose dos alimentos e transformá-la em energia para as células.

Se o organismo trabalha sem insulina suficiente, o sangue fica cheio de glicose. O que acarreta em uma série de problemas. Um deles é o enrijecimento das artérias. Uma vez que isso ocorre, a pressão arterial aumenta.

Combinado a esse efeito, ainda temos mais um. Quando há glicose demais no sangue, o pâncreas entende que precisa trabalhar dobrado para reduzir a presença dessas moléculas na circulação. Para isso, aumenta a produção de insulina. Essa carga pesada de hormônio desanda o trabalho do sistema nervoso simpático, atrapalhando os batimentos cardíacos e estimulando a contração exagerada dos vasos. Também causando a hipertensão.

Juntando essas questões, os diabéticos são de duas a quatro vezes mais propensos a desenvolver doença coronária. Eles são suscetíveis a terem infartos 15 anos antes do que outros indivíduos e possuem um risco 50% maior de morrer por causa de um ataque cardíaco.

 

Como prevenir a hipertensão

Diante do maior risco de sofrer infarto ou AVC, pacientes diabéticos são orientados a redobrar os cuidados com a pressão. É importante que eles não ultrapassem os 14 por 9.

Para ajudar na tarefa, nutricionistas pedem atenção extra na alimentação. Não só a ingestão de açúcar deve ser controlada, mas também a de sódio.

Reduzir a ingestão de sódio não significa somente reduzir a quantidade de sal na comida. O mineral está presente, por exemplo, em biscoitos recheados e no refrigerante zero. Todos os alimentos industrializados e processados têm uma carga elevada do componente. Desta forma, o uso do sódio nesses tipos de alimentos possibilita conservá-los por mais tempo.

Por isso, quanto mais alimentos frescos consumirmos, melhor. Faça um esforço real para consumir uma variedade boa de legumes, vegetais e frutas. Isso vai ajudar não só no controle da hipertensão como também no quadro de diabetes, em si. Veja aqui mais dicas de alimentação para diabéticos.

 

A má notícia

Sim, a relação entre o diabetes e a hipertensão está mais que provada. Mas, infelizmente, nenhum estudo mostrou que, no curto prazo, baixar a glicemia agressivamente previne infarto ou AVC.

No longo prazo, sim. É possível que um maior período de tratamento seja necessário para reduzir mortes por questões cardiovasculares. Baixar a glicemia vigorosamente e logo no início do diagnóstico provavelmente vai diminuir mortes relacionadas ao coração.

Mas os estudos na área não param. Estão continuamente sendo avaliados medicamentos que entrem agindo contra as doenças cardiovasculares decorrentes do diabetes.

Esperemos que eles cheguem logo! Enquanto isso, fazemos o que está a nosso alcance. Não bobear na alimentação e levar a sério nossa rotina de exercícios diários é fundamental.

© Copyright – 2015 Clube do Diabetes. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: mufasa