Medicamento pode reduzir episódios de hipoglicemia em diabéticos tipo 2

Laboratório Sanofi publicou recentemente estudo comparativo com Toujeo em pacientes com Diabetes Tipo 2, com significativa diminuição em episódios de hipoglicemia. 

 

O laboratório Sanofi publicou recentemente o primeiro Estudo Comparativo Randomizado Controlado que mostrou a redução nos eventos de hipoglicemia em pacientes que iniciaram recentemente o uso de insulina basal, nas primeiras 12 semanas.

 O medo de hipoglicemia pelo paciente e pelo profissional de saúde (HCP) pode frequentemente resultar em ajuste de dose inadequado, no período inicial do tratamento.

Embora o uso da insulina seja muitas vezes seja um tratamento importantíssimo para pacientes com Diabetes tipo 2, seu uso também vem acompanhado pelo desafio da hipoglicemia (baixo açúcar no sangue).  Casos frequentes de hipoglicemia logo após o início da insulina basal têm maior probabilidade de descontinuarem a terapia e são associados a um maior uso de recursos para saúde e custos do que aqueles sem hipoglicemia durante os primeiros 6 meses depois que a terapia começou.

Os dados foram apresentados na 78ª Sessão Científica da Associação Americana de Diabetes (ADA) , e mostraram:

  • Toujeo (injeção de 300 Unidades/mL de insulina glargina) atendeu ao desfecho primário na redução dos níveis de açúcar no sangue e foi não inferior à insulina degludeca em adultos com diabetes tipo 2 que não estavam em uso de insulina
  • Com o Toujeo, houve uma queda nas primeiras 12 semanas em comparação à insulina degludeca, e comparável a partir das semanas 13-24 e por todo o período de estudo de 24 semanas
  • Ao final do estudo , denominado BRIGHT, a Toujeo demonstrou controle de açúcar no sangue (HbA1c) em comparação à insulina degludeca (-1,64% vs. -1,59%, respectivamente). Durante as primeiras 12 semanas de terapia, Toujeo reduziu a taxa de eventos de baixo açúcar no sangue (hipoglicemia) em 23% e a incidência de eventos de baixo açúcar no sangue em 26%, em comparação à insulina degludeca (p<0,05).3Durante as 12 semanas subsequentes do estudo (período de tratamento: 13-24 semanas), os dois tratamentos demonstraram incidência e taxa comparáveis de eventos de baixo açúcar no sangue.

“A hipoglicemia é uma preocupação para as pessoas com diabetes, particularmente no período inicial de ajuste de dose,” diz Alice Cheng, Professora Associada de Endocrinologia, Universidade de Toronto, Toronto, Canadá e investigadora principal do estudo. “Apresentar hipoglicemia, particularmente neste período inicial do tratamento, poderia levar à descontinuação do tratamento pelos pacientes”, reforçou Cheng.

A incidência de baixo açúcar no sangue a qualquer momento do dia durante o período total de tratamento (de 0 a 24 semanas) também foi comparável entre Toujeo e a insulina degludeca (66,5% e 69,0%, respectivamente).

 

 

Fonte de consulta:
Imagem Corporativa Assessoria de Imprensa
Sanofi Toujeo

© Copyright – 2015 Clube do Diabetes. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: mufasa