Você conhece todos os sintomas da Hipoglicemia?

Você presta sempre atenção aos sinais que seu corpo dá? Cuidado, pois muitas vezes não estamos atentos aos sinais da hipoglicemia, o que pode colocar nossa segurança em risco! 

hipoglicemia carrossel

Mesmo como tanto controle e nos alimentando bem, ela pode aparecer em uma pequena falha, um simples erro de calculo para a comida, para a insulina, para o exercício.

Ela pode se manifestar de formas diferentes, variar de pessoa para pessoa, mas em uma coisa ela é comum para todos: a hipoglicemia pode ser muito perigosa.

Muitos temem os desmaios, a perda de consciência . E posso garantir: isso é bem assustador. Principalmente quando ela simplesmente não avisa que está chegando!

Hoje enquanto preparava o almoço – um pouco mais tarde que o normal – não percebi que estava entrando em hipoglicemia. Quando me dei conta, estava sentada no chão da cozinha devorando um pacote de pipoca doce caramelizada. Já tive hipo no telefone com um cliente, no meio da rua, dirigindo. Tenho sintomas, mas as vezes não percebo quando estou muito ativa, ou penso que “daqui a pouco vou lá corrigir”. ISSO PODE SER  MUITO PERIGOSO! Como se precaver de episódios como o de hoje? Olha que meço a glicemia varias vezes ao dia, justamente para evitar esse tipo de crise!

Para evitar a hipoglicemia e a hiperglicemia, além das complicações do diabetes, o segredo – que não é segredo, na verdade – é manter os níveis de glicose dentro da meta estabelecida para você.

Mas, o que é exatamente a Hipoglicemia?

 Hipoglicemia valorA hipoglicemia é caracterizada por um nível anormalmente baixo de glicose no sangue, geralmente abaixo de 70 mg/dl. É importante não considerar apenas este número – o médico deverá dizer quais níveis são muito baixos para você.

A hipoglicemia em situações extremas pode levar à perda de consciência, ou a crises convulsivas, sendo muito graves, e m medidas imediatas.

Os sinais de que uma hipoglicemia pode estar a caminho são muito importantes para que possamos tomar uma atitude rapidamente, e pode variar de um para outro. Uma coisa é certa: com o tempo, você vai aprender a perceber como o seu corpo se comporta quando sua glicose está baixando, ou muito baixa. Para quem usa insulina ou tem mais hipos, é muito importante monitorar as glicemias com frequência. Quanto mais controlada a glicose, mais segurança você terá.

Para isso, você precisa checa-las no glicosímetro antes e após as refeições, por exemplo, ou antes e depois do esporte. Para alguns usuários de bomba de insulina, existem equipamentos que possuem o sensor para monitorar as glicemias, ou até aparelhos que não precisam de ponta de dedo. Sejam quais forem os equipamentos, esse hábito ainda é o mais seguro para evitar sustos.

A hipoglicemia severa pode causar acidentes, lesões, levar ao estado de coma e até à morte.

Aconteceu comigo

Comer de menos e exercício demais pode levar à hipoglicemia

Comer de menos e exercício demais pode levar à hipoglicemia

Tenho alguns episódios de hipoglicemia que não gosto nem de me lembrar, mas que podemilustrar como era monitorar menos a glicemia, contar carboidratos errado, espaçar refeições….nessa fase eu ainda não usava bomba: uma vez, ao levantar, fui para o banho e quase desmaiei em plena ducha. Caí no banheiro e fui socorrida pelo marido: um dia inteiro em casa com uma dor de cabeça horrível, sem condições de trabalhar. Hoje, acordo e faço a ponta de dedo. Só aí saio da cama.

Um tempo depois disso, fui ao posto buscar tiras antes do almoço. Como era pertinho, não levei nada, mas tenho glicoses no carro, sempre. Quase bati o carro, porque fui entrando em hipo e não percebi. Foi horrível, peguei um pedaço da rua na contramão e só ai vi que estava mal. A moça do carro me ajudou: era médica. Agora, antes de dirigir, também meço a glicemia e levo sempre , além da glicose, coisinhas para comer no transito. Nunca mais!

Os sintomas

Uma hipoglicemia pode se manifestar de várias formas…..

Fique atento aos sinais da hipoglicemia, que geralmente acontecem rapidamente:

  • Tremedeira
  • Nervosismo e ansiedade
  • Suores e calafrios
  • Irritabilidade e impaciência
  • Confusão mental e até delírio
  • Taquicardia, coração batendo mais rápido que o normal
  • Tontura ou vertigem
  • Fome e náusea
  • Sonolência
  • Visão embaçada
  • Sensação de formigamento ou dormência nos lábios e na língua
  • Dor de cabeça
  • Fraqueza e fadiga
  • Raiva ou tristeza
  • Falta de coordenação motora
  • Pesadelos, choro durante o sono
  • Convulsões
  • Inconsciência

sintomas hipo

Como socorrer uma hipoglicemia?

 Essa é uma das primeiras coisas que um diabético – e quem vive com um – tem que saber na hora do aperto:

  • Consumir de 15 a 20 gramas de carboidratos SIMPLES, como açúcar (uma colher de sopa, dissolvida em água), uma colher de sopa de mel ( mas lembre-se de que mel não é permitido para crianças menores de um ano), refrigerante COMUM, não diet (um copo de 200 mL), 1 copo de suco de laranja integral, 8 balas mastigáveis, 1 a 2 saches de glicose.
  • Verifique a sua glicose depois de 15 minutos;
  • Se continuar baixa, repita;
  • Assim que a taxa voltar ao normal, faça um pequeno lanche, caso sua próxima refeição estiver planejada para dali a uma ou duas horas.

NUNCA dirija em estado hipoglicêmico. Após uma hipo, aguarde uns 45 a 60 minutos para dirigir.

Em casos de inconsciência (desmaio) ou convulsão, outra pessoa terá que tomar providências. Uma dessas medidas poderá ser aplicar glucagon, que é um hormônio que estimula o fígado a liberar glicose armazenada na corrente sanguínea. Kits de glucagon injetáveis podem ser adquiridos com prescrição médica. Seu médico saberá dizer se você precisa ter um desses e como usá-lo.

Toda a família precisa saber lidar com o diabético tanto em caso de hiperglicemia, quanto de hipoglicemia. Se, por exemplo, você estiver no trabalho e ninguém souber como proceder, o ideal é chamar uma ambulância.

Um episódio como esse deve ser informado à sua equipe multidisciplinar.

Quando a crise de hipoglicemia acompanha convulsões ou desmaios, não injete insulina (vai reduzir ainda mais o nível de glicose no sangue); não dê comida ou bebida pela boca, passe um pouco de açúcar nas gengivas da pessoa. Vire a cabeça da pessoa de lado e proteja com cuidado, enquanto injeta glucagon ou chama a ambulância.

Se você , ou alguém de seu família tem crises de hipoglicemia sem sintoma algum, converse com seu médico para decidirem em conjunto quais as melhores medidas para o tratamento mais seguro. Cuide-se!

 


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES