Pré-diabetes já é doença?

Infelizmente, a maioria das pessoas tem o péssimo hábito de não dar a devida atenção a problemas que parecem não ter gravidade. E isso acontece, quase que na grande maioria, com pessoas diagnosticadas com pré- diabetes.

Muitas pessoas não fazem ideia de que podem ter pré diabetes

Mas o que é exatamente o Pré-diabetes? O mal, que acomete cerca de 8 milhões de pessoas no Brasil, acontece quando a faixa glicêmica se está acima do desejado, mas ainda abaixo do que pode ser considerado Diabetes ( acima de 125 mg/dl) . O PERIGO: muita gente nem desconfia que tem. E muitos que recebem o diagnóstico, por acharem que não se trata de um problema grave, não cuidam como deveriam.

O resultado da falta de cuidados pode ser bem caro: neuropatia ( que reduz a sensibilidade de membros inferiores principalmente) , retinopatia ( que pode levar à cegueira), desenvolvimento do Diabetes Tipo 2, problemas cardiovasculares ( que já dissemos aqui que é uma das complicações que mais matam pacientes com DM2) .

Daí a importância de fazer periodicamente exames para identificar qualquer tipo de problema do gênero, e, caso apareça, traçar estratégias como mudança de hábitos para uma vida mais saudável ( coisa que , aliás, todo mundo deveria fazer, independente de ter pré –diabetes ou não) .

Alguns fatores que podem contribuir para o aparecimento do Pré Diabetes

  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Má alimentação
  • Sobrepeso, principalmente com gordura alojada na região abdominal

Como cuidar?

Em primeiro lugar, sempre, conversar com seu médico sobre as estratégias que devem ser adotadas a partir do momento em que é diagnosticado o problema.

Sem dúvida, um estilo de vida saudável, com atividade física regular, alimentação balanceada, podem reduzir – e muito – a chance de complicações com a doença.

Seu endocrinologista saberá, no seu caso, qual o melhor tratamento para o seu caso, inclusive se houver indicação para uso de algum medicamento.

Tem cura?

Mesmo quando o tratamento está indo muito bem, é possível assumir um bom controle e viver sempre bem com ele. Mas, cura, efetivamente, não. Não existem ex-diabéticos, nem ex pré-diabéticos ( embora vejamos algumas enganações pela internet, acredite, isso não existe). O importante é sempre ficar vigilante, pois de os maus hábitos antigos voltarem a dominar sua vida, suas glicemias poderão voltar a subir. Cuide-se!

Fontes consultadas: Sites SBD e SBEM

 

 

 


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES