As férias chegaram….como você se prepara para uma viagem?

 

Mais um ciclo de férias estão chegando para muita gente, filhos em férias escolares, empresas em coletivas, Natal, Ano Novo…..você está se preparando direitinho para fazer a mala corretamente e não passar nenhum perrengue em seu destino final? 

mar-01

Tem gente que se preocupa demais e leva a casa junto ( tipo, eu!) ou leva de menos no esquema “desapego”e no primeiro descontrole glicêmico por uma infecção ( um tanto comum em praias e no verão) e percebe que fez uma besteira: faltam itens na mala, e sai estressado correndo para pedir ajuda.

Nem tanto ao céu, nem tanto a Terra, o meio termo é bem vindo e pode fazer com que você simplesmente curta suas férias em paz!

Vou contar aqui um caso que aconteceu comigo em 2009.

Fui com minha mãe e minha irmã para Nova Iorque passar uns 7 dias , logo após descobrirmos que o câncer do meu pai havia voltado. Ele estava bem, meu irmão ficou por perto, e levamos a mamãe passear porque não saberíamos que iria acontecer dali em diante.

Embarcamos em uma quinta e no dia anterior fui fazer o pé com uma manicure que estava acostumada a fazer o meu. Naquele dia, ela estava literalmente “atacada”e cutucou o meu cantinho do dedão direito a mais do que deveria. Depois de horas de vôo, chegando ao hotel, notei que o dedo estava um pouco vermelho ( estava de All Star e depois de 12 horas…), fiquei de Havaianas durante todo o dia, com pomada Nebacetin.

Mas no dia seguinte, na sexta feira, foi dia de passear no Outlet e fiquei o dia todo de bota, quase sem sentar. Resultado: quando chegamos, tirei a meia e havia um caminho de pus naquele canto que antes estava só vermelho. Eram dez da noite lá, meia noite aqui . Liguei para a minha endocrinologista , e a Dra Sonia me orientou a procurar um hospital na manhã seguinte, porque eu não levei antibióticos na mala, e lá nos EUA não se pode comprar muitos medicamentos sem receita médica.

A minha sorte foi que ha exatos dois quarteirões de onde estávamos, havia um hospital, muito bom, e isso me ajudou muito. Minha irmã quis me matar todos os dias, porque minha mãe não queria que eu fosse sozinha. Foram três dias seguidos de hospital, inúmeras idas à farmacia para comprar curativos, Amoxil, Bactrim , e tive que lancetar o dedo, colocar dreno…..Foi a manicure MAIS CARA DA MINHA VIDA. Imaginem se não tivesse seguro viagem? E o transtorno não tem como descrever.

E PORQUE ESTOU CONTANDO ESSA HISTÓRIA?

12321434-14b9-43e7-9c93-55cb682ad709

Por dois motivos: Primeiro, porque eu não deveria ter feito pé com manicure ( realmente não é aconselhável para um diabético, a não ser que seja uma profissional extremamente cuidadosa e cautelosa) e apenas um dia antes de viajar ( nunca mais ) e segundo, porque eu tinha sim que ter pensado em levar medicamentos, como um antibiótico na mala. Eu estava em Nova Iorque, mas este ano fomos para a Bahia e…já pensou se acontece algo comigo lá? Não podemos nos dar ao luxo, em hipótese alguma, de não ter um medicamento importante em mãos.

CLARO, que neste caso, eu teria que de qualquer jeito passar por um Pronto Socorro, porque eu teria que lancetar o dedo. Não teria como. Senão a viagem teria acabado ali. Imaginem que eu, que calço o número 36, usei todos os dias o tênis da minha mãe, 38, e usava o pé dela como base no metrô para que ninguém pisasse no meu.

IMPORTANTE: Não se deve, em hipótese alguma, se auto-medicar. Muitas pessoas não sabem, mas podem ter algum tipo de alergia a alguns medicamentos, ou fazem uso de medicações que podem ter interações medicamentosas com outros remédios. SEMPRE CONVERSE COM O SEU MÉDICO DE CONFIANÇA SOBRE ISSO.

Eu sempre procuro levar os remédios principais para alguns imprevistos que podem atrapalhar o seu dia: dor de barriga, gripe, machucado, etc….tem gente que até tira um “sarrinho” de mim ! :p

O QUE VOCÊ LEVA EM CONSIDERAÇÃO QUANDO PREPARA UMA MALA PARA VIAJAR?

Seja o destino praia, neve, cidade ou campo, alguns itens não podem faltar na mala de um diabético. Preparei um check-list de itens e de situações que podem ocorrer e que podem nos atormentar no caso de um probleminha qualquer de saúde.

É isso aí, saímos de férias para descansar, mas NUNCA poderemos tirar férias da nossa maior companheira, a DM1 ( no meu caso).

A mala para a Bahia teve alguns itens acrescidos porque, como eu nunca havia ido para Maraú, pelo que me falaram, imaginei que não teria o que fazer se, por exemplo, esquecesse as tiras, como já fiz também ano passado.

ITENS INDISPENSÁVEIS NA MALA DO DIABÉTICO

malas

  1. Insulinas ( sempre calcule A MAIS do que você provavelmente vai usar. Imagine que o tempo, a viagem, uma queda, qualquer coisa que possa alterar a eficácia de seu medicamento)

  2. Insumos como agulhas, swabs ( lenços de algodão) , agulhas para a aplicação de insulinas, agulhas para lancetar o dedo em seu dextro, equipos para bomba de insulina caso você seja usuário

  3. Tiras, tiras e tiras reagentes – porque algumas sempre dão erro….aconselho uma ou duas caixas extras

  4. Glicoses para as várias hipos que você pode ter – seja ele o meu amado Glico Fast, ou o Gli Instan, balas, bolachinhas

  5. Documento de identificação de SOU DIABÉTICO. SEMPRE!!! POR FAVOR!!!

  6. Remédios para situações de emergência: ferimentos, diarréia, enjôos, anti inflamatórios, ( se vc puder usá-los), algum antibiótico, dor de cabeça…lembre-se sempre de leva-los na caixa, com bula ( principalmente se for viagem internacional ) e, se puder, receita médica. Nunca me pediram, mas sei de lugares que são mais exigentes com essas coisas.

  7. Vai para a praia ou neve? Muito protetor!Aproveite que estamos na campanha do Novembro Laranja e se encha de muito protetor.

Com estes cuidados, você já vai evitar passar pelo transtorno de não encontrar o que precisa na hora em que precisa.

Fora isso, não se esqueça de sempre levar sapatos e roupas confortáveis, oculos de sol para proteger bem os olhos, e tudo mais que sua viagem exigir.

Não se esqueça de que férias não significa relaxo, desleixo, deixar de lado sua dieta. Você vai precisar prestar atenção nisso, para não descompensar sua glicemia durante seus dias de folga. Hidrate bem, faça lanchinhos, evite abusos….bom isso já estamos especialistas, não é mesmo?

Cuide bem de seus medicamentos, mantenha-os em local arejado, se precisarem de refrigeração – na geladeira, evite exposição solar.

E aproveite muito, porque viajar é muito bom, seja lá pra onde, como e com quem for!!!!

 

 

  • TAGS:

SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES