O tamanho da agulha pode ajudar a controlar sua glicemia

canetinha-carrossel

Antigamente, próximo ao ano em que fui diagnosticada com Diabetes, as agulhas eram bem maiores – e menos delicadas – do que as disponíveis no mercado hoje. Inclusive, em algumas ocasiões, lembro-me dos meus pais fervendo as seringas de vidro para a aplicação, pois as vezes não encontravam seringas para a insulina diária.

Com o tempo, a tecnologia evoluiu muito! Hoje, temos disponíveis no mercado agulhas com apenas 6mms, 4mms, as seringas de agulha curta ( antes muito usadas em crianças, e que hoje também são indicadas para adultos).

A eficiência dessas novas agulhas é constantemente estudada, sempre para que se aprimore cada vez mais o tratamento do paciente com diabetes, seja ele o tipo 1, ou os tipo 2 já insulinizados.

O tratamento do diabetes evoluiu e as agulhas também!

Você sabia que as agulhas curtas são mais seguras que as agulhas longas?

Uma vez, quando minha endócrino me explicou isso, fiquei surpresa, e faz todo sentido! Quanto maior o comprimento da agulha, maior o risco de aplicação da insulina no músculo, o que pode ocasionar:

  • Hipoglicemia
  • Descontrole da glicemia
  • Necessidade de maiores doses ( aumento no custo do tratamento)

O correto, no caso da insulina, é que seja aplicado no tecido subcutâneo, logo abaixo da pele. Por isso, para seringa e insulinamuitos pacientes , a agulha curta é mais indicada. Todas as pessoas podem usá-la, basta conversar com o seu médico ou enfermeiro.

Alguns cuidados que devem ser tomados:

  • Não reutilize as agulhas (sejam seringas ou agulhas da caneta)
  • A reutilização de agulhas e seringas pode trazer riscos para nossa saúde, como:
    1. Perda da lubrificação
    2. Deformação da agulha ( dor e micro traumas)
    3. Desperdício de insulina e erro de dosagem
    4. Lipohipertrofia ( coroços na pele)

Converse com seu médico sobre as agulhas que você utiliza, se pode trocar, qual a ideal para você. Isso pode ajudar muito no seu controle!

Fonte de consulta:

BD
SBD – Sociedade Brasileria de Diabetes 

© Copyright – 2015 Clube do Diabetes. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: mufasa