Mari Helena Peach – Mãe

Quando minha filha ficou diabética insulino-dependente ela tinha três anos, só três anos e não compreendia porque ela tinha que tomar injeções todos os dias, não podia comer doces ( naquela época era proibido mesmo!), não podia tomar refrigerante. Foi muito triste para mim e para meu marido, perdemos o chão, mas a vida precisava continuar e tínhamos que cuidar da nossa filha. Assim o fizemos, cuidamos, demos amor, carinho e acompanhamos a evolução da medicina no avanço para melhorias aos diabéticos.
Na adolescência teve revoltas, abusos e surgiram problemas, fez várias sessões de laser nos olhos. Sofria ela e sofríamos nós, mas com o tempo e a maturidade, ela foi aceitando e convivendo melhor com o diabetes.
Hoje ela se controla melhor, alimenta-se adequadamente, faz exercícios diários e se dedica ao marido, ao seu cãozinho e a seu blog, o Clube do Diabetes, onde procura orientar aqueles que têm o mesmo problema.
Foi intenso, mas mesmo com todos os sustos que você nos deu e que às vezes ainda dá, quero dizer que te amo muito.

Beijos

Mamãe

Ficha:
Mari Helena Peach
Mãe
Aposentada, São Paulo – SP


SIGA O INSTAGRAM @CLUBEDODIABETES